Dicas de como fazer um bom fundo de reserva

publicado por Terra Empresas

Minutos de Leitura 6min leitura

Dicas de como fazer um bom fundo de reserva

Quem tem um pequeno negócio sabe que tanto para a empresa como para as finanças pessoais existe uma regra de ouro. Em casa, todo mundo sabe a importância de ter uma poupança para atravessar os momentos mais difíceis. Seja um inesperado desemprego, uma doença na família ou mesmo uma obra inesperada. Nas empresas, a situação não é diferente. Por isso, criar um fundo de reserva pode ser a diferença entre atravessar uma turbulência com alguma tranquilidade ou se ver em apuros, colocando o negócio em risco.

O momento que atravessamos hoje, com a pandemia de Covid-19, é um exemplo de algo imprevisível que acertou em cheio praticamente toda a economia brasileira. E nessa hora, quem se preparou durante o tempo, com um bom fundo de reserva, está em clara vantagem para suportar o período mais crítico e avançar à medida que a economia for se recuperando.

Para quem está começando, o planejamento da vida financeira da empresa é um passo que precisa ser dado com muita precisão. Se tudo for feito com metodologia e rigor, as chances de problemas serão bastante reduzidas. Para quem já está com dificuldades, algumas atitudes podem ajudar a manter o negócio até a turbulência passar.

O que é fundo de reserva?

Trata-se de um fundo diferenciado de caixa que garante, em meio a uma circunstância eventual, ou de emergência, que a sua empresa – ou você mesmo – vai honrar com o pagamento dessas despesas. Sejam elas fixas ou extraordinárias.

Uma boa estratégia para começar um fundo de reserva é o corte de despesas. Para isso, a planilha de gastos deve ser observada com uma lupa, para que as gorduras possam ser cortadas. O objetivo deve ser sempre deixar os indicadores no azul.

Quando o fundo de reserva pode te ajudar

É preciso ter dinheiro para emergências que, mesmo indesejáveis, podem afetar o seu negócio. Quer um exemplo? Um consumidor acionar a sua empresa na Justiça. Em caso de perda da causa, será necessário dinheiro para o pagamento da indenização. Mesmo que não seja tão comum para um pequeno negócio, essa é uma situação que pode acontecer com todos. Afinal, emergências acontecem e esse é apenas um exemplo.

Outro exemplo, que pode parecer óbvio, mas que derruba muitas empresas, é a mistura do caixa pessoal com o da empresa. À medida que o dinheiro entra, boletos pessoais começam a ser pagos com o dinheiro da empresa e o resultado vai aparecer mais adiante, quando começar a faltar dinheiro para pagar as obrigações do negócio, como por exemplo a rescisão de contrato de um colaborador ou o pagamento de impostos.

Dicas para criar um fundo de reserva

Na hora de formar o seu fundo de reserva emergencial, uma dúvida frequente é o número a ser alcançado, ou seja, qual o seu tamanho ideal. Especialistas dizem que ele deve ter entre seis a 12 meses de sua despesa mensal. Para quem está começando, pode parecer um valor inalcançável. Mas é justamente com persistência e rigor que esse montante será construído, pouco a pouco.

A regra aqui é clara. Quanto maior for o valor total, melhor será a preparação para uma eventualidade. Na hora de calcular as suas despesas básicas, tudo deve ser colocado no papel. Das despesas fixas às eventuais. Esse valor deverá ser multiplicado por seis e aí você terá o valor mínimo necessário para um bom fundo de reserva. Ao multiplicar esse valor por 12, você terá pelo menos um ano de tranquilidade, para atravessar os momentos mais difíceis. Essa pode ser a diferença entre manter a sua empresa sólida ou entrar em uma crise que só vai se agravar com o decorrer do tempo.

Lembre-se que esse dinheiro deve ser aplicado, para não perder valor. Aqui, é importante ter um investimento com liquidez diária e sem estar exposto a muitos riscos. CDBs, Tesouro Direto, Fundos de Renda Fixa e Fundos DI podem ser um bom caminho.

Gerir uma empresa é antes de tudo diminuir os seus riscos. Por isso, é preciso acompanhar e planejar a vida financeira do negócio sempre de perto. Só assim é possível minimizar os problemas e criar perspectivas para os momentos mais complicados, que não são poucos.

Quer saber sobre opções de financiamento para pequenas empresas, devido à crise do coronavírus?  Acompanhe o nosso blog e confira nossas dicas.

FacebookTwitterLinkedin
Topo

Guia para usar as redes sociais no pequeno negócio

Saiba tudo sobre as principais redes sociais e comece a conquistar clientes pela internet já!

Enviando...

Ao enviar, você concorda em compartilhar suas informações com o Terra Empresas. Poderemos usá-las de acordo com nossa política de privacidade.