Estafa mental: quais cuidados tomar

publicado por Terra Empresas

Minutos de Leitura 6min leitura

Estafa mental: quais cuidados tomar

Quando micro ou pequeno empreendedores começam um negócio, é comum que eles assumam as mais diversas tarefas, que vão desde colocar as primeiras ideias em prática, até cuidar de todos os processos para que a empresa prospere. Em um primeiro momento, é comum que, mesmo com dedicação praticamente total ao empreendimento, haja uma satisfação, principalmente aos primeiros sinais de que ele começa a sair do papel. Mas com o passar do tempo, os primeiros sinais de estafa começam a aparecer. O poder de concentração diminui e até tarefas que antes pareciam simples podem se tornar um problema.

Quem passa por isso sente, além de sintomas físicos, psicológicos. São comuns as dores de cabeça, na coluna, insônia, irritação e, em alguns casos, lapsos de memória. Se não for percebida de maneira precoce, a pessoa entra em uma espiral em que a vida pessoal e a profissional passam a ficar seriamente ameaçadas.

A ajuda pode vir de psicólogos, médicos do trabalho e psiquiatras, mas é importante uma rede de ajuda, como amigos e familiares, para que se encontre um equilíbrio capaz de superar os momentos mais críticos. Vai exigir, antes de tudo, uma mudança de estilo de vida e na relação diária com o trabalho. No tratamento clínico, terapia e medicação podem ser aplicados para o combate à estafa.

Além da rotina do trabalho, outras devem fazer parte do dia a dia para que a saúde mental fique em dia. Os mais recomendados são exercícios físicos regulares, além de tempo livre para si e para dividir com a família e os amigos. Atividades que geram prazer, como passeios, ou manter um hobby, também são bem-vindas.

É importante ainda que à medida que o negócio for crescendo, o empreendedor conte com a ajuda de outras pessoas para que a engrenagem da empresa possa seguir em frente, sem que  a estafa apareça.

Quando o negócio é pequeno, o empreendedor cuida praticamente de tudo. Desde as finanças até a estratégia de marketing que será adotada, em busca de novos clientes. Com o negócio maior, é preciso que as tarefas sejam compartilhadas com colaboradores, que devem ser especializados em determinadas áreas. Ter um sócio também pode ser a oportunidade de dividir as responsabilidades, sem sobrecarregar o corpo e a mente, evitando assim a estafa.

Estafa mental

Para entender melhor o que acontece como cérebro, a estafa mental é uma alteração no sistema nervoso central, provocada pelas pressões diárias da vida das pessoas, quase sempre, pelo o excesso de responsabilidades. Isso gera um desgaste no metabolismo e a consequência é um desequilíbrio do organismo.

E é justamente o organismo desequilibrado que faz com que a porta fique aberta para os principais sintomas: desânimo, irritabilidade, insônia, tristeza e angústia. Em casos mais agudos, a memória também sofre desgaste, o que gera, entre outras coisas, uma enorme dificuldade de concentração.

Quem passa por um processo de estafa sabe que muitas vezes se torna difícil até começar uma atividade simples. Com isso, a pessoa, muitas vezes, acaba deixando para depois o início dessa atividade. Ao fim do dia, ela sequer começou a fazê-la. Vai ficando para o dia seguinte e assim sucessivamente, em uma espiral, muitas vezes, sem fim.

Um fator que também deve ser levado em conta é a boa alimentação. Quem está em uma rotina forte de trabalho muitas vezes troca uma boa refeição por um lanche ou alimentos gordurosos e com grande quantidade de açúcar. Quem passa por um processo de estava fica com o paladar menos apurado e isso facilita os excessos, que, definitivamente, devem ser evitados. 

Outro sinal de alerta é quando a pessoa começa a ficar irritadao com coisas que, anteriormente, eram superadas de uma maneira mais tranquila, muitas vezes sem qualquer desgaste.

É preciso lembrar que, apesar de mais comum, a estafa nem sempre tenha origem no trabalho. Fatores externos, como problemas sentimentais e familiares, além daqueles vividos na sociedade, como a pandemia no novo Coronavírus, ou mesmo a instabilidade política e econômica, contribuem para que se chegue a um estado de estafa.

O empreendedor tem a tendência de querer controlar tudo, mas é preciso perceber que se cercar de bons profissionais pode ser uma saída com ganhos permanentes. Todo o excesso é prejudicial. Por isso, a busca do equilíbrio precisa ser constante.

Você acumula muitas ou todas as funções da sua empresa?

É preciso ficar atento para que a estafa mental não afete a sua vida e a do seu negócio.

Quanto mais rápido você perceber isso, mais fácil será a saída!

Gerenciar o negócio de forma inteligente evita desgastes desnecessários…

Quer saber mais sobre Gestão? Temos dicas para você!

FacebookTwitterLinkedin
Topo

Guia para usar as redes sociais no pequeno negócio

Saiba tudo sobre as principais redes sociais e comece a conquistar clientes pela internet já!

Enviando...

Ao enviar, você concorda em compartilhar suas informações com o Terra Empresas. Poderemos usá-las de acordo com nossa política de privacidade.