Quando o faturamento da empresa cresce, devo poupar ou investir?

MEI pode ter funcionário? Conheça as regras para contratação
20 de maio de 2019
Saiba como conseguir um empréstimo para MEI e suas vantagens
Saiba como conseguir um empréstimo para MEI e suas vantagens
31 de maio de 2019

Quando o assunto é faturamento de uma pequena empresa, ter os pés no chão inicialmente é muito importante. É preciso tempo até as coisas deslancharem. Mas e quando o empreendimento começa a ter lucro considerável? O que fazer? Investir ou poupar o dinheiro? Eis a questão!

Antes de qualquer coisa, cuidar das finanças é fundamental para o sucesso de qualquer negócio. A gestão dos recursos financeiros irá impactar diretamente o faturamento de uma pequena empresa, por exemplo. Dito isso, vamos à situação em questão. Há dinheiro em caixa. O que fazer?

Cresce o faturamento: poupar ou investir?

Quando o faturamento de uma pequena empresa cresce, há a possibilidade de expandir o negócio ou manter os pés no chão e fazer uma reserva para eventuais imprevistos. Primeiramente, vamos tratar da opção mais conservadora: guardar o dinheiro que está sobrando.

Quando escolho investir

Se o faturamento se mantiver em constante elevação, talvez seja o momento de investir. Neste caso, é preciso ter atenção para não apostar em algo que possa comprometer a sua pequena empresa.

(Se a alta do faturamento for constante, pode ser uma boa hora de investir. Imagem: Unsplash)

A depender da margem de crescimento, as opções são:

●    Aumentar o mix de produtos: oferecer novos serviços ou produtos ao cliente;
●    Investir na infraestrutura: é possível fazer uma reforma, expandir a unidade ou mesmo abrir novas lojas;
●    Apostar em modernização: troque equipamentos ultrapassados por tecnologias que vão otimizar processos — ou, conforme a área de atuação de sua pequena empresa, invista em softwares.

Quando escolho poupar

De uma forma geral, os economistas veem sempre de forma positiva o ato de poupar. Por meio dele, é possível garantir uma saúde financeira por mais tempo e ter uma boa reserva para sobreviver a tempos de crise.

Em uma pequena empresa, por exemplo, mesmo que o faturamento esteja em alta, essa postura fará com que ela se mantenha estável, sendo menos vulnerável à sazonalidade, por exemplo, conforme o negócio.

É importante, porém, não confundir poupar com economizar. O segundo caso nada mais é do que cortar gastos, sobretudo aqueles considerados desnecessários. Para poupar, entretanto, o segredo é administrar os recursos que estão sobrando e guardá-los, por exemplo, para um compromisso futuro, como o pagamento de décimo terceiro dos funcionários.

Para os economistas, poupar de forma inteligente é sempre uma boa saída, sobretudo de olho em futuras crises. Imagem: Unsplash

É semelhante ao que as pessoas fazem com a poupança. Se estiver sobrando um dinheirinho, elas irão guardá-lo para eventuais imprevistos ou investimentos futuros.

Conclusão

Para lidar com a alta do faturamento de uma pequena empresa, saiba identificar as diferenças entre o momento de poupar e o de investir.

●    Esteja seguro(a) de cada centavo que entra e sai do orçamento;
●    Certifique-se de que todas as contas estão em dia;
●    Trabalhe sempre com metas estabelecidas para saber o que fazer com o dinheiro que irá sobrar;
●    Esteja atento(a) ao mercado: nunca se sabe quando uma oportunidade de investimento promissor pode surgir.

O mais importante, portanto, é entender que não há um número mágico que aponta a decisão correta a tomar quando o faturamento está em crescimento. Observe bem cada detalhe, converse e, se a decisão for investir, pesquise bons conteúdos para saber como proceder.

Terra Empresas

Escrito Por

Terra Empresas

O Terra Empresas traz soluções completas para você realizar negócios com os melhores produtos e serviços digitais

Anterior
Próximo
Deixe seu Comentário
Blog