Menu Terra Blog Empresas

O que é varejo e tudo o que você precisa saber sobre o tema

publicado por Terra Empresas

Minutos de Leitura 8min leitura

O que é varejo e tudo o que você precisa saber sobre o tema

O conceito de varejo vai além da comercialização de bens e serviços. Até porque essa é uma descrição básica para definir a ampla movimentação de compra e venda no mercado.

Aliás, os hábitos de consumo mostram o quanto o setor é imprescindível na sociedade. De acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o comércio varejista teve uma alta de 1,1% em fevereiro de 2022. Aliás, no mês anterior, o setor já havia crescido 2,1%.

O cenário promissor chama a atenção e desperta o interesse de empreendedores. É importante, portanto, entender bem o que é varejo, para um planejamento mais efetivo. Então, neste artigo, você confere:

  • O que é varejo?
  • Quais os segmentos da área?
  • As principais características do setor varejista
  • Como funciona a venda para o segmento?
  • Quais as diferenças entre varejo e atacado?
Mulher tirando foto de peças de roupa em arara enquanto pensa no que é varejo

O que é varejo? 

Além da comercialização de produtos ou serviços, varejo é a venda em menores quantidades para o consumidor final de forma direta. Ou seja, sem intermediários. 

O comércio varejista pode ser identificado quando as transações de compra e venda ocorrem em:

  1. Lojas físicas;
  2. Lojas virtuais;
  3. Rua;
  4. Ou até mesmo na residência do cliente.

Qual a origem do varejo?

O varejo nasceu de um sistema de “escambo”. Ou seja, a troca de mercadorias conforme as necessidades. Nesse período, entre os anos 9.000 e 6.000 a.C, ainda não existia uma moeda.

Entre os itens trocados, temos como exemplo:

  • Animais;
  • Farinha;
  • Grãos; 
  • Tecidos;
  • Leite.

Aliás, foi na Mesopotâmia, por volta dos anos 3.000 a.C., que esse tipo de negociação se profissionalizou e deu origem ao varejo. 

Portanto, os mercados que surgiram na Grécia Antiga em torno de 800 a.C. fortaleceram a ideia de venda de pequenas quantidades de mercadorias. 

Somente no século 7 a.C. é que surgiram as primeiras moedas no reino da Lídia, atual Turquia.

Por fim, a China foi a responsável por criar o ábaco. Um instrumento de cálculo, representando as casas decimais e que permitia definir quantidades. 

Quais os segmentos de varejo? 

O setor é bastante segmentado para atender aos diferentes perfis de público e facilitar o atendimento ao cliente. 

Dessa forma, os empreendedores conseguem se especializar e atuar de maneira mais direcionada. Então, a seguir, conheça os principais segmentos:

1. Lojas de especialidade

Aqui são comercializados produtos específicos e com variedade moderada, como, por exemplo:

  • Cosméticos;
  • Eletrônicos;
  • Produtos de informática.

2. Lojas de departamento

Os locais que se especializam na venda de eletrodomésticos, como Magazine Luiza. Ou ainda em roupas, como a C&A, são chamadas, portanto, de lojas de departamento.

3. Supermercado

Os alimentos, produtos de limpeza e itens domésticos são dispostos em corredores setorizados. Além disso, é um segmento com uma variedade limitada de produtos.

Mulher tirando foto de tabela nutricional de salgadinho enquanto pensa no que é varejo

4. Hipermercado

Apesar do hipermercado ter características de supermercado, ele agrega componentes de uma loja de departamento. Ou seja, aumentando a diversidade e, consequentemente, a possibilidade de comprar outros produtos.

5. Loja de conveniência

É uma pequena loja instalada, normalmente, no pátio dos postos de gasolina. Além disso, fornece itens de consumo rápido e do dia a dia, como, por exemplo:

  • Café;
  • Salgadinhos;
  • Refrigerantes;
  • Cigarros;
  • Jornais;
  • Revistas.

6. Showroom de vendas por catálogos

A maioria são instalados dentro de shoppings ou grandes eventos. Aqui, aliás, o objetivo é apresentar um produto por meio do catálogo e gerar a venda sob encomenda. Até porque os itens não ficam expostos para retirada imediata.

7. E-commerce

O comércio eletrônico pode reunir as características de todos os tipos de segmentos. No entanto, as vendas são realizadas pela internet. 

Portanto, o processo é diferente de uma loja física. Até porque o cliente recebe a mercadoria em casa ou no endereço cadastrado.

Aliás, os preços costumam ser mais baixos devido à inexistência de:

  • Espaço físico;
  • Estoque;
  • Grande número de funcionários. 

A comodidade e a flexibilidade de compra a qualquer hora são um trunfo desse segmento do varejo.

Mulher mexendo em estante com produtos naturais enquanto pensa no que é varejo

Quais as principais características do setor varejista? 

Uma das principais características é que o tempo de ação e resposta são rápidos. Além disso, as vendas atendem necessidades básicas, urgentes ou solucionam um problema. 

O varejo contribui e muito para a economia do país. Inclusive, é um pilar importante para empregos. No entanto, em caso de oscilações econômicas, é o primeiro a sofrer com os impactos financeiros. 

A melhor propaganda do varejo ainda é o boca a boca. Ou seja, a boa experiência de compra faz com que o cliente promova uma marca naturalmente. 

O setor conta com processos automatizados para agilizar a alta demanda de vendas. Em outras palavras, isso significa um controle eficiente do estoque para não faltar mercadoria. 

Além disso, o varejo sofre interferências constantes de elementos, como, por exemplo:

  • Tendências de mercado;
  • Mudança no comportamento do consumidor;
  • Períodos sazonais;
  • Fatores econômicos;
  • Alterações climáticas.

Portanto, o empreendedor precisa sempre ter um plano secundário para lidar com tais variações e não sofrer com impactos financeiros. 

Como funciona a venda por varejo? 

A comercialização acontece por unidades. Ou seja, com preços equilibrados pelas práticas do mercado. 

Aliás, as vendas podem ser:

  • À vista;
  • No dinheiro;
  • Cartão de débito;
  • PIX;
  • Cartão de crédito;
  • Carnê ou crediário. 

Quais as diferenças entre varejo e atacado? 

No varejo, as vendas são realizadas em pequenas quantidades. Porém, no atacado, a escala é maior: pacotes ou fardos de um mesmo produto. 

Além disso, o cliente do varejo compra para consumo próprio, ao passo que o do atacado, tende a fazer revendas. 

Ou seja, podemos dizer que o cliente do atacado é o pequeno varejista. Um dono de uma mercearia, por exemplo, pode comprar em um hipermercado atacadista e revender os produtos. 

Outra diferença é que, normalmente, os comércios varejistas estão instalados em áreas mais centrais. Já os atacadistas escolhem locais mais afastados para seus galpões de estoque. 

Como você viu, não é difícil entender o que é varejo, suas características, segmentos e as diferenças para o atacado. 

Portanto, quem deseja atuar no varejo deve conhecer bem o setor, analisar as tendências e identificar os segmentos com maior potencial de lucratividade. 

Aliás, a área é um campo de oportunidades. No entanto, é importante planejar o negócio, saber explorar o que o setor tem a oferecer e contar com boas parcerias. 

Se esse é o seu objetivo, então, confie na sua veia empreendedora e conte com o Terra Empresas para ajudar com dicas de negócio.

Até breve!  

FacebookTwitterLinkedin
Topo



Veja também