Profissional autônomo se reinventa na pandemia

publicado por Terra Empresas

Minutos de Leitura 6min leitura

Profissional autônomo se reinventa na pandemia

A esta altura, não há dúvidas de que a pandemia do novo coronavírus atingiu em cheio o comércio, a indústria e os serviços por todo o Brasil. Do grande ao pequeno empresário, todos precisaram implementar mudanças na sua forma de atuação para encarar as dificuldades que foram impostas. E especialmente quem é profissional autônomo precisou dar “seus pulos” para manter uma renda mínima e o seu negócio em pé. Por ter uma estrutura enxuta, o profissional autônomo, via de regra, acaba se engajando rapidamente a um processo de mudanças. Está em seu DNA prospectar novas formas de atuação e otimizar os recursos que tem à sua disposição. É certo que desta vez a mudança foi um tanto forçada, mas não são poucos os casos em que as soluções serviram para minimizar as perdas e em algumas situações até obter uma renda extra. Há relatos de resultados até melhores do que aqueles do período pré-pandemia.

Internet

A maior aliada do profissional liberal nessa crise foi a Internet. Quem conseguiu fazer a migração rápida do negócio e baseou o atendimento nas redes sociais ou nos aplicativos de conversação, como o WhatsApp, obteve bons resultados. E mesmo com a reabertura parcial do comércio, essa é uma mudança que veio para ficar. Os clientes se adaptaram rapidamente a esse tipo de compra, que deve perdurar mesmo depois que os efeitos da pandemia comecem a diminuir. Um dos setores que mais se beneficiaram com as entregas foi o de alimentação, principalmente com o apoio consumidores que passaram a dar prioridade ao comércio local. E isso ajudou muito os pequenos negócios, que atuam majoritariamente dentro dos bairros em que estão instalados. Muitas vezes a solução para a crise está na própria vizinhança.

Planejamento em xeque

Para manter o negócio em pé durante o período mais crítico da pandemia, o profissional autônomo começou, via de regra, reduzindo os gastos do seu negócio. O fechamento dos comércios considerados não essenciais gerou muita incerteza. Além de ter de lidar com os efeitos imediatos da crise, ainda ficou difícil fazer um planejamento, pois não se sabe ao certo quando os negócios tradicionais voltarão a funcionar normalmente. Não é difícil imaginar que nada será como antes. Especialistas comparam o retorno a uma espécie de “pós-guerra”, em que as empresas terão de ser reconstruídas, bastante diferentes de como atuavam anteriormente. O principal desafio é não ficar paralisado pela crise. Em momentos como o que vivemos atualmente, a busca por soluções é a única alternativa. E não há receitas que possam ser aplicadas de maneira linear, para todos. Cada um precisa buscar dentro do seu negócio, saídas possíveis. E elas existem.

A reinvenção do profissional autônomo

E em alguns casos, essa solução passa até pela mudança na área de atuação. Em São Paulo, um motorista de Uber, pressionado pelo filho, deixou de dirigir para fazer uma uma receita caseira a sua fonte de renda. Passou a produzir tortas. O filho, que trabalha na área de comunicação e costuma pedalar pela cidade, fez um trato com ele. Se encarregou de fazer parte das entregas. Em pouco mais de dois meses foram mais de mil tortas vendidas. E a possibilidade real de que essa passe a ser a nova função do seu Antônio, que já investiu em equipamentos devido ao sucesso do novo negócio. Este é apenas um caso entre milhares de outros. Se você conversar com os amigos, cada um vai ter uma história pra contar. Se for profissional autônomo, vai dizer sobre a sua experiência. E quem não tem um negócio vai contar como passou a consumir, por exemplo, de alguém que ele sequer conhecia antes da pandemia.

Em alta

Diante da crise, o atendimento direto ao consumidor, por meio das entregas, foi a principal saída para muita gente. Mas e quem trabalha com serviços? Esses encontraram, principalmente na Internet, algum tipo de solução. Você já deve ter ouvido falar de professores particulares que estão dando aulas online. É outro exemplo. Recomenda-se que o profissional autônomo liste ferramentas que possam gerar vendas ainda dentro da crise e que ainda sirvam para ser utilizadas depois que a situação atual termine. Há ainda a possibilidade de usar o período de quarentena para melhorar as suas habilidades e garantir mais conhecimento. O Terra Serviços possui mais de mil cursos, com certificado, com um preço bem convidativo.

FacebookTwitterLinkedin
Topo

Guia para usar as redes sociais no pequeno negócio

Saiba tudo sobre as principais redes sociais e comece a conquistar clientes pela internet já!

Enviando...

Ao enviar, você concorda em compartilhar suas informações com o Terra Empresas. Poderemos usá-las de acordo com nossa política de privacidade.